domingo, outubro 24, 2010

MOMENTO, boca no trambrone

Se voce gostou deste texto e gostaria de ve-lo no jornal mande um comentário sobre ele
Semana passada, eu fui a Belo Horizonte conhecer a cidade, nunca tinha ido lá. Fiz um tur por BH em muitos lugares turísticos, inclusive fui ao shopping e ao oiapok e ai eu entendi o porque o Jailson Pereira fala que as lojas de Capelinha não se diferenciam dos grandes centros, porque tanto aqui, como lá, há um investimento pesado na sofisticação e na qualidade do produto.
Aliás, estão querendo colocar transporte coletivo aqui em Capelinha, mas eu penso que o que todo mundo ta precisando saber e entender é como nós vamos fazer daqui a 5 anos quando essa garotada de 13, 14 anos terminarem o Ensino médio, os ricos vão para BH fazer faculdade, e por lá ficam, outros permanecem aqui e vão trabalhar em supermercado para ganhar R$ 400,00 por Mês, falta Faculdade em Capelinha, tanto particular, quanto publica.
Estou até pensando como vão fazer o censo 2020, será com a participação de pessoas acima de 40 anos que conseguiram se estabilizar por aqui, porque os jovens estarão nos grandes centros, com sotaque do interior, mas com educação de qualidade, e olha lá se pelo menos voltarem aqui para a festa do Capelinhense Ausente.
Hélio silva

4 comentários:

  1. concordo plenamente com voce Elio pois eu tive que sair de capelinha cidade que amo tanto pra estudar e ter um trabalho decente e um salario que vale a pena ,tambem penso muito sobre os estudantes as crianças que estao~entrando na escola agora ,os ricos podem mandar seus filhos pra fora pra estudar dazer faculdade, e os que que nao tem condiçoes vai ter que ficar la se matando pra ganha um salario que mal da pra sobreviver , lamento que ai seja assim quero muito volta pra la mais preçiso tambem pensa no meu futuro,OS POLITICOS DAI BEM QUE PODIA INVESTIR MAIS EM EMPREGOS E ESCOLAS DECENTES PARA QUE OS NOSSOS JOVENS POSSA CRESCER PROFISSIONALMENTE E FINANCEIRAMENTE,,

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Hélio, pela sua visão de mercado e por sua preocupação com o futuro de nossa cidade.
    Sou uma destas pessoas que muito gostaria de ter permanecido em Capelinha, porém, não tive oportunidade para estudar.
    Hoje me encontro em S.P, bem acomodado.
    Infelismente, só vou em Capelinha à passeio.
    Um abraço!
    Donizete. São Bernardo do Campo, S.P

    ResponderExcluir
  3. Galera, vou postar a Opinião de voces no Jornal

    ResponderExcluir
  4. Penso meu caro amigo Helio que você se esquece que Capelinha não tem infraestrutura adequada para ter uma faculdade publica,penso que temos que rever nossas políticas publicas para depois começar a caminhar mais seguro.

    ResponderExcluir